História da Quinta

Reza a história que Manuel Souza Freire, nascido por volta de 1760, numa casa actualmente em ruínas frente à quinta da Tapada e sua pertença, conhecida naqueles tempos por Casa do Carregal, partiu muito novo para Lisboa em busca de melhores oportunidades.

Conseguiu acumular uma fabulosa fortuna que incluía inúmeras propriedades, hotéis, barcos, quintas, habitações, etc.

Quando faleceu, com perto de 80 anos – sem descendência directa, pois nunca casou nem teve filhos – passou o seu sonho para o  papel, em forma de projecto que constava no seu testamento e últimas vontades. Sonho realizado por seu sobrinho António Pinto de Souza Freire, que o concluiu cerca de 7 anos mais tarde, por volta de 1849.

Previa a construção de uma grande casa apalaçada com férteis e imensos terrenos; moinhos a aproveitar a força hidráulica do rio Mesio; limpeza, empedramento e desvio de água de água deste rio, para regar os campos; estábulos; casas para os caseiros; adega; campos de vinha; árvores de fruto e de sombra; lagos; coretos; bancos de jardim; zonas de lazer, etc.

Este sonho realizado é hoje a Quinta da Tapada.

  • Quinta da Tapada, Lousada
  • Vista do terreiro da Casa
  • Capela
  • Panorâmica Geral da Quinta da Tapada
  • Beiral com Eira
  • Vinhos Verde
  • Espumantes
  • Queijos
  • Mirante
  • Vinha
  • Plantação de Kiwis
 
Newsletter
Fechar
 
 
 
Enviar a um amigo
Fechar